Publicidade

Estado de Minas

Mais de 150.000 sírios refugiados na Jordânia voltaram a seu país


postado em 17/09/2019 11:19

Mais de 153.000 refugiados sírios na Jordânia retornaram a seu país desde que a fronteira entre as duas nações foi reaberta em outubro de 2018, anunciou nesta terça-feira o Ministério do Interior da Jordânia.

Entre essas pessoas, 33.000 pessoas com status de refugiado concedido pela Agência de Refugiados da ONU (ACNUR), segundo a fonte.

O ministério jordaniano também destacou seu compromisso "em favor do retorno voluntário dos refugiados sírios" e seu trabalho para facilitar "os passos necessários para sair" da Jordânia.

Mais de 650.000 refugiados sírios são registrados pelo ACNUR na Jordânia, um país que tem 370 quilômetros de fronteira com a Síria.

Por seu lado, o governo jordaniano alega ter recebido 1,3 milhão de refugiados sírios desde o início do conflito na Síria, em 2011.

O posto fronteiriço de Jaber, chamado Nassib, no lado sírio, é a principal passagem de fronteira entre os dois países e um ponto-chave do comércio regional.

Em julho de 2018, ele foi retomado pelo regime de Bashar al-Assad dos rebeldes.

O conflito na Síria deixou mais de 370.000 mortos e milhões de deslocados.


Publicidade