Publicidade

Estado de Minas

EUA dizem que Coreia do Norte bloqueia retomada de negociações nucleares


postado em 07/09/2019 17:01

A Coreia do Norte deve parar de atrapalhar as negociações nucleares com os Estados unidos antes que seja tarde demais, disse o enviado especial de Washington àquele país, em meio a um impasse nas negociações.

"Se quisermos ter êxito, a Coreia do Norte deve deixar de lado sua busca por obstáculos às negociações e, em vez disso, procurar oportunidades de compromisso enquanto durar esta oportunidade", afirmou Stephen Biegun nesta sexta-feira, em discurso na Universidade de Michigan.

O Departamento de Estado publicou um texto com suas declarações neste sábado.

Os dois países iniciaram um diálogo histórico após o presidente americano, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong Un, celebrarem uma reunião de cúpula em Singapura em junho de 2018.

Uma segunda cúpula, em Hanói, em fevereiro, foi concluída sem acordo. Os dois líderes se reuniram novamente, em junho, na Zona Desmilitarizada que divide a Coreia do Norte e a Coreia do Sul, e acordaram reiniciar o diálogo, mas as negociações ainda não começaram.

Nas últimas semanas, a Coreia do Norte realizou uma série de testes de mísseis de curto alcance. As autoridades americanas chamaram estes lançamentos de provocações, embora o próprio Trump tenha evitado criticá-los.

Os funcionários norte-coreanos também têm criticado a postura dos Estados Unidos, que garantem que as sanções contra a Coreia do Norte não serão levantadas até que aquele país renuncie às suas armas nucleares.

"Temos deixado claro à Coreia do Norte que estamos preparados para nos comprometer assim que tivermos notícias deles. Estamos prontos, mas não podemos fazer isso sozinhos", disse Biegun em seu discurso.

"Devemos iniciar um conjunto intensivo de negociações", acrescentou.


Publicidade