Publicidade

Estado de Minas

Governo britânico quer recesso no Parlamento até duas semanas antes do Brexit


postado em 28/08/2019 06:28

O governo do primeiro-ministro Boris Johnson planeja suspender as sessões no Parlamento em setembro e seguir com a medida até 14 de outubro, apenas duas semanas antes da data marcada para o Brexit, informa a imprensa britânica.

A medida dificultaria o trabalho dos deputados que desejam impedir uma saída da União Europeia (UE) sem acordo.

Procurado pela AFP, o porta-voz de Downing Street não confirmou nem desmentiu a informação.

A libra esterlina, registrou desvalorização de quase 1% imediatamente depois que a emissora de rádio e televisão pública BBC e o canal privado Sky News informaram sobre o plano de suspensão, com base em uma fonte do governo não identificada.

Às 8H45 GMT (5H45 de Brasília), a moeda britânica perdia 0,94% em comparação ao euro e ao dólar: as cotações eram respectivamente a 91,09 pence por um euro e 1,2179 dólar por uma libra.

O Parlamento de Westminster habitualmente entra em recesso de várias semanas em setembro, por ocasião das conferências anuais dos partidos políticos.

Mas para este ano o governo de Johnson não prevê o reinício das sessões até 14 de outubro, com o tradicional discurso da rainha Elizabeth II, informaram tanto BBC como Sky News.

O cenário deixaria pouco tempo aos deputados, que retornam de suas férias de verão em 3 de setembro, para tentar qualquer iniciativa legislativa destinada a evitar um Brexit sem acordo em 31 de outubro.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade