Publicidade

Estado de Minas

'Jihadi Jack' diz 'não estar surpreso' de ter perdido nacionalidade britânica


postado em 19/08/2019 20:55

Jack Letts, um jovem de 24 anos apelidado "Jihadi Jack", que se uniu ao Estado Islâmico (EI) na Síria em 2014, disse "não estar surpreso" por ter perdido a nacionalidade britânica, numa entrevista ao canal ITV divulgada nesta segunda-feira.

"Não estou surpreso, esperava algo assim", disse Letts à ITV, entrevistado no norte de Siria, onde está detido pelas forças curdas que o capturaram em 2017.

"Ser despojado ou não da nacionalidade britânica dá no mesmo no final do dia", acrescentou.

Letts, que tinha dupla nacionalidade canadense-britânica, agora depende do governo do Canadá, que disse no domingo estar muito desapontado com a decisão de Londres.

Segundo um porta-voz do ministério canadense de Segurança Pública, foi "uma medida unilateral para se livrar de suas responsabilidades".

Letts, que se converteu ao islamismo, abandonou a família em Oxfordshire (centro da Inglaterra) em maio de 2014. Da Jordânia viajou para o Kuwait e depois se casou no Iraque e foi para a Síria.

Foi capturado em maio de 2017 pelas forças curdas quando tentava fugir para a Turquia e desde então está detido no norte da Síria.


Publicidade