Publicidade

Estado de Minas

Ataque a micro-ônibus de TV afegã deixa dois mortos em Cabul


postado em 04/08/2019 15:55

Um ataque a bomba contra um micro-ônibus que transportava funcionários de um canal de rádio e televisão do Afeganistão matou duas pessoas e feriu outras quatro, incluindo um jornalista, neste domingo, em Cabul, anunciaram autoridades.

O ataque, que ocorreu por volta das 17h30 locais, matou dois pedestres. Outras quatro pessoas, incluindo três funcionários da emissora, ficaram feridos, informou o porta-voz do Ministério do Interior, Nasrat Rahimi.

Zabiullah Doorandish, jornalista do canal, confirmou que três colegas ficaram feridos, incluindo um repórter. "Recebemos recentemente advertências dos serviços de segurança de que o talibã poderia nos atacar", disse Doorandish à AFP.

Imagens publicadas em redes sociais mostram um micro-ônibus branco com a parte da frente gravemente danificada.

Um grupo simpatizante do Estado Islâmico baseado na província afegã de Khorasan reivindicou a autoria do ataque contra funcionários de veículos "leais ao governo apóstata afegão", segundo o site americano de monitoramento SITE Intelligence Group.

A ONG Repórteres Sem Fronteiras (RSF) anunciou que o Afeganistão foi o país mais perigoso do mundo para os jornalistas em 2018, com pelo menos 15 profissionais da imprensa assassinados no exercício da profissão.

Na província de Kandahar, sul do país, sete policiais morreram baleados por um grupo de infiltrados do talibã que vestiam uniformes da polícia, informou o porta-voz do chefe de polícia local. "Os talibãs fugiram e mobilizamos forças adicionais no local."


Publicidade