Publicidade

Estado de Minas

Policial americano envolvido em morte de negro é suspenso


postado em 02/08/2019 23:03

Um policial de Nova York foi suspenso nesta sexta-feira após um juiz ter recomendado sua exoneração por ter contribuído para a morte de um homem negro durante sua prisão há cinco anos.

O policial Daniel Pantaleo foi denunciado por contribuir para a morte de Eric Garner, 43 anos, detido em 17 de julho de 2014.

A recomendação do juiz será examinada pelo comissário da polícia de Nova York, James O'Neill, que optou por suspender oficial até decidir sobre sua exoneração ou não.

Quatro policiais tentaram prender Garner por supostamente vender cigarros ilegalmente em uma calçada em Staten Island, um dos cinco distritos de Nova York.

Em um vídeo da prisão registrada por uma testemunha, que se tornou viral nas redes sociais, Pantaleo pode ser visto colocando o braço em volta do pescoço de Garner, algo proibido de acordo com os regulamentos da polícia, e empurrando-o para a calçada antes de liberá-lo.

Garner, que estava desarmado, disse várias vezes "não consigo respirar!". Após perder os sentidos, foi levado a um hospital, onde foi declarado morto.

O caso gerou protestos em todo o país do movimento "Black Lives Matter" ("Vidas Negras Importam").

Também motivou severas críticas contra o prefeito de Nova York e atual pré-candidato presidencial democrata, Bill De Blasio.

Um grande júri do estado de Nova York havia decidido em dezembro de 2014 que não havia provas suficientes para apoiar as acusações de homicídio contra Pantaleo, já que Garner sofria de uma doença cardíaca e asma que poderiam ter causado sua morte.


Publicidade