Publicidade

Estado de Minas

Trump destaca 'progresso' em negociação de paz no Afeganistão


postado em 02/08/2019 19:31

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, destacou nesta sexta-feira (2) o "progresso" nas negociações de paz com os talibãs, mas novamente alertou que tem a capacidade de assumir o controle de grande parte do Afeganistão em questão de dias, matando milhões.

"Progredimos muito. Estamos conversando", declarou Trump a jornalistas na Casa Branca.

Segundo o presidente, as forças americanas, mobilizadas nesse país por quase duas décadas, "poderiam tomar o Afeganistão em dois dias ou três ou quatro, mas eu não estou querendo matar dez milhões de pessoas".

Em julho, Trump fez um comentário semelhante, mas desta vez especificou que isso não envolveria armas nucleares. "Eu estou falando sobre o convencional", disse.

Suas declarações chegam em um momento em que o enviado dos Estados Unidos para o Afeganistão, Zalmay Khalilzad, retomou as conversas de paz com os talibãs em Doha.

"Os talibãs dizem que querem chegar a um acordo, estamos prontos para um bom trato", escreveu o diplomata em sua conta no Twitter nesta sexta.

No entanto, Trump manifestou-se vagamente ao responder a uma pergunta sobre um informe do Washington Post sobre um acordo negociado no qual os Estados Unidos reduziriam os níveis de tropas no Afeganistão a apenas 8.000 de seus 14.000 efetivos atuais.

Em troca, a insurgência talibã pararia de combater e entraria em negociações de paz com o governo afegão apoiado pelos Estados Unidos.

Além disso, se comprometeriam a manter afastada da rede Al Qaeda, responsabilizada pelos ataques de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos, que resultaram na invasão que depôs os talibãs no poder naquela época no Afeganistão.

O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, disse na segunda-feira que Trump queria começar a retirada das tropas americanas do Afeganistão antes das eleições presidenciais de novembro de 2020, nas quais tentará se reeleger.


Publicidade