Publicidade

Estado de Minas

Arábia Saudita decide receber tropas dos EUA


postado em 19/07/2019 20:19

A Arábia Saudita decidiu nesta sexta-feira receber tropas americanas em seu território, já que os dois países fazem "o possível para preservar a segurança e a estabilidade na região".

"O rei Salman [...] aprovou receber forças americanas para ampliar o nível mútuo de cooperação, preservar a segurança na região, sua estabilidade e garantir a paz", informou o porta-voz do ministério saudita da Defesa, citado pela agência estatal SPA.

A decisão de Riad ocorre após novos incidentes no Golfo e o "confisco" de um petroleiro britânico pelo Irã.

A Arábia Saudita não recebe tropas americanas desde 2003, após a Segunda Guerra do Golfo (contra o Iraque).

Riad acolheu forças americanas, principalmente aéreas, durante 12 anos a partir da Operação "Tempestade do Deserto", na Primeira Guerra do Golfo, em 1991, quando o Iraque invadiu o Kuwait, e até o final de 2003, quando o ditador Sadam Hussein foi derrubado.

Na base do Príncipe Sultão, 80 km ao sul de Riad, os EUA chegaram a ter 200 aparelhos aéreos, durante o auge da guerra no Iraque.

A cada dia, estes aparelhos realizavam mais de 2.700 missões a partir do território saudita.

Nesta sexta-feira, a tensão voltou a aumentar na região do Golfo, onde o Irã "confiscou" um petroleiro de bandeira britânica no estreito de Ormuz, após 24 horas de polêmica com Washington envolvendo um drone "iraniano" que os americanos afirmam ter derrubado.

Pelo estreito de Ormuz transita um terço do petróleo transportado por via marítima em todo o planeta.

Os Estados Unidos denunciam uma "escalada da violência" na região.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade