Publicidade

Estado de Minas

Espanholas contratam assassino de aluguel e o denunciam por não cumprir combinado


postado em 27/06/2019 08:31

Uma mulher queria matar seu companheiro e para isso contratou o namorado de sua filha. Percebendo que o crime não acontecia, as duas tiveram a ideia de denunciá-lo à polícia por fraude.

A história bizarra, revelada pela polícia de Madri, terminou com a prisão dos três: da mãe, da filha e do namorado.

Tudo começou quando, em meados de junho, a mulher em questão foi com a filha a uma delegacia de polícia para apresentar duas queixas por fraude: uma contra o companheiro e outra contra o namorado da filha.

De acordo com a queixa da mulher, seu companheiro "teria obtido delas mais de 60 mil euros mediante vários golpes", disse a polícia.

Os supostos golpes indignaram a filha, que contou a história ao seu próprio namorado. Nesse momento, "ele revelou que na verdade era chefe dos serviços secretos, e que poderia ressarci-las economicamente".

Ele então se ofereceu para matar o parceiro de sua mãe, vender seus órgãos e, assim, recuperar os 60.000 euros. Para isso, pediu um adiantamento de 7.000 euros, "firmando um acordo para cometer os atos criminosos".

Vendo que o assassinato demorava a acontecer, mãe e filha tiveram a ideia de denunciá-lo à polícia, que as prendeu, bem como o suposto agente secreto. Todos os três foram levados à justiça e acusados de crime de propositura de assassinato.

Quanto ao alvo da tentativa de assassinato, "os investigadores puderam verificar que o indivíduo estava em perfeitas condições", concluiu a polícia em seu comunicado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade