Publicidade

Estado de Minas

Irã vai superar limite de reservas de urânio fixado em acordo a partir de 27 de junho


postado em 17/06/2019 07:13

As reservas de urânio enriquecido do Irã ultrapassarão a partir de 27 de junho o limite estabelecido no acordo internacional de 2015 sobre sua energia nuclear, anunciou o porta-voz da Organização Iraniana de Energia Atômica.

"Hoje começou uma contagem regressiva para superar os 300 quilos de reservas de urânio enriquecido e, em 10 dias, vamos superar este limite", declarou Behruz Kamalvandi em uma entrevista coletiva.

No início de maio, o Irã anunciou a suspensão de alguns de seus compromissos no Plano de Ação Integral, um ano depois do presidente Donald Trump ter retirado os Estados Unidos do acordo, com a retomada das sanções econômicas ao país.

Apesar da saída dos Estados Unidos, Alemanha, França, Reino Unido, Rússia e China permanecem no acordo.

Em função do texto, o Irã se comprometeu a reduzir sua capacidade nuclear durante vários anos e a permitir que os inspetores internacionais supervisionem suas atividades em troca da retirada das sanções.

O acordo estabeleceu um limite para o número de centrífugas que enriquecem urânio e restringiu o direito do país de enriquecer urânio a não mais de 3,67%, muito abaixo do nível necessário para produzir armamento, de quase 90%.

Também determinou que o Irã que exportasse urânio enriquecido e água pesada para garantir que as reservas do país permanecessem dentro do limite de produção estabelecido no acordo, mas as recentes restrições dos Estados Unidos tornaram estas exportações praticamente impossíveis.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade