Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

FT diz que saída de Levy causa temores de intervenção estatal na economia


postado em 16/06/2019 20:42

O pedido de demissão do presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy, "pode incomodar investidores que temem um retorno da intervenção do Estado na economia", diz reportagem publicada neste domingo pelo jornal britânico Financial Times. O jornal afirma ainda que a saída é mais um sinal de que "ideólogos do governo estão levando vantagem nas principais decisões".

O pedido de demissão de Levy aconteceu neste domingo. Na véspera, ele foi alvo de críticas do presidente Jair Bolsonaro em função da nomeação do advogado Marcos Barbosa Pinto para o cargo de diretor de Mercado de Capitais do banco de fomento. "Levy nomeou Marcos Pinto para função no BNDES. Já estou por aqui com o Levy", disse o presidente neste sábado [15]. "Falei para ele: [Levy] demite esse cara na segunda ou eu demito você [Levy] sem passar pelo Guedes [ministro da Economia]", afirmou ontem o presidente. "Ele [Levy] está com a cabeça a prêmio há algum tempo", continuou o presidente. Barbosa Pinto trabalhou como assessor do BNDES durante o governo PT, de 2005 a 2007, o que irritou Bolsonaro.

O FT lembrou ainda que o governo vive outro escândalo, o do vazamento das mensagens atribuídas ao atual ministro da Justiça, Sergio Moro, pelo site The Intercept. Além disso, o jornal citou que o governo tenta aprovar a reforma da Previdência, e que o BNDES passa por um escrutínio cada vez maior por conta de suas práticas de empréstimo durante os governos do PT.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade