Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

CEO da Boeing promete mais transparência para o 737 MAX


postado em 16/06/2019 15:45

O CEO da Boeing, Dennis Muilenburg, afirmou neste domingo que a companhia cometeu lapsos de comunicação com seu jato 737 MAX e prometeu mais transparência após reguladores, companhias aéreas e pilotos afirmaram que a empresa era pouco colaborativa para fornecer informações importantes.

O MAX deixou de voar há mais de três meses, após as quedas que mataram todas as 346 pessoas nos aviões. Investigadores implicaram um sistema de controle de voo nos acidentes.

Os comentários de Muilenburg ocorrem enquanto a Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA), se não houver mudanças de última hora, tem planos para começar a testar propostas de melhoras no software da frota MAX, segundo fontes com conhecimento do assunto. Os testes, de acordo com as fontes, foram planejados com apoio de reguladores canadenses e europeus, e podem levar uma semana ou mais para terminarem.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade