Publicidade

Estado de Minas

Putin denuncia tentativas de excluir Huawei dos mercados internacionais


postado em 07/06/2019 11:19

O presidente russo, Vladimir Putin, denunciou nesta sexta-feira (7) as tentativas de "excluir" dos mercados internacionais a gigante chinesa das telecomunicações Huawei, acusada de praticar espionagem pelas autoridades americanas.

Putin denunciou as "tentativas sem cerimônias de excluir a Huawei dos mercados internacionais", durante a sessão plenária do fórum econômico de São Petersburgo, principal reunião de negócios do país, na presença do presidente chinês, Xi Jinping.

"Isto já é chamado em alguns meios de comunicação de primeira guerra tecnológica da época digital que começa agora", completou Putin.

O presidente Xi Jinping afirmou que a China está disposta a "compartilhar" a tecnologia 5G com todos os sócios, apesar da desconfiança provocada pelo grupo Huawei, líder neste tipo de tecnologia e acusada de espionagem por Washington.

"A China está disposta a compartilhar com todos os sócios suas invenções e seus conhecimentos tecnológicos, em particular a tecnologia 5G", declarou Xi.

A Huawei está em uma situação muito delicada desde que a administração do presidente americano, Donald Trump, proibiu, em maio, que as empresas do país vendam material para o grupo chinês.

A decisão ameaça a Huawei, uma gigante industrial muito dependente dos chips eletrônicos americanos para seus smartphones, segundo analistas.

Na Rússia, a Huawei conseguiu na quarta-feira um acordo para desenvolver uma rede 5G ao lado da maior empresa russa de telefonia celular, a MTS.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade