Publicidade

Estado de Minas

Argentina e americana vencem o prêmio Princesa das Astúrias de Pesquisa Científica


postado em 05/06/2019 08:07

As biólogas argentina Sandra Myrna Díaz e americana Joanne Chory foram anunciadas como as vencedoras do prêmio Princesa das Astúrias de Pesquisa Científica, por seus trabalhos pioneiros relacionados às mudanças climáticas e biodiversidade.

O trabalho das duas, desenvolvido de modo separado em seus respectivos países, "as posicionou na vanguarda de novas linhas de investigação com futuras implicações de destaque na luta contra a mudança climática", afirmou o júri.

A argentina Díaz, de 57 anos, formada em Biologia pela Universidade Nacional de Córdoba, foi apresentada pelo júri como uma "referência científica na área de la ecologia".

A americana Chory, 64 anos, comanda o projeto Harnessing Plant Initiative no Instituto Salk, em La Jolla (Califórnia).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade