Publicidade

Estado de Minas

Chimpanzés na natureza estão reduzidos a 'guetos florestais'


postado em 04/06/2019 19:55

A expansão urbana e a caça levaram os chimpanzés, o parente mais próximo dos humanos no reino animal, a ilhas de selva, advertiram especialistas nesta terça-feira, após uma reunião de três dias na Alemanha.

Todas as quatro subespécies do primata africano estão ameaçadas de extinção, com pelo menos uma - o chimpanzé ocidental - tendo diminuído em mais de 80% ao longo de três gerações.

Quarenta especialistas em chimpanzés de todo o mundo - com uma experiência combinada de 300 anos de campo - lançaram um apelo coletivo para salvar o único animal cujo DNA se sobrepõe ao humano em 98%.

"Ao longo das décadas que temos trabalhado com comunidades de chimpanzés selvagens, todos nós vimos nossos grupos de estudo ficarem isolados", disseram em um comunicado. "Os chimpanzés estão sendo reduzidos a viver em guetos florestais".

A principal ameaça para os chimpanzés e outros grandes mamíferos é a perda de habitat.

A África ainda tem grandes extensões de savana e floresta intactas, mas essas áreas estão encolhendo rapidamente devido às cidades em crescimento, à mineração, ao desmatamento e à agricultura industrial.

Espera-se que a população humana do continente, de mais de 1,2 bilhão, dobre até meados do século e chegue a quatro bilhões até o final do século.


Publicidade