Publicidade

Estado de Minas

Trump: México tem que "fazer mais para frear a invasão" de migrantes aos EUA


postado em 04/06/2019 11:31

O México tem que aumentar as medidas para "frear a invasão" de migrantes aos Estados Unidos, afirmou o presidente americano Donald Trump em Londres, ao mesmo tempo que disse que não aceitará desculpas e levará adiante a ameaça de impor tarifas.

"O México tem que fazer mais para frear este ataque, esta invasão ao nosso país", afirmou em uma entrevista coletiva, após uma reunião com a primeira-ministra britânica, Theresa May, no segundo dia de sua visita ao Reino Unido.

O governo do presidente mexicano Andrés Manuel López Obrador "não deveria permitir que milhões de pessoas tentem entrar em nosso país e poderia deter isto muito rapidamente", disse o presidente americano.

Trump se declarou convencido de que as autoridades mexicanas adotarão medidas, mas garantiu que seguirá adiante com a imposição de tarifas a todos os produtos mexicanos, começando por 5% a partir da próxima semana e aumentando gradualmente até 25%.

Apesar do início de negociações entre Estados Unidos e México na segunda-feira para tentar evitar as taxas, o presidente disse acreditar que "o mais provável é que as tarifas sigam adiante e provavelmente continuaremos negociando durante o tempo que as tarifas estejam em vigor e sejam pagas".

Na opinião dele, o "que acontecerá então é que que todas as empresas que deixaram nosso país e foram para o México retornarão para nós. E isto é bom".

Trump considerou que o "México tem algo a demonstrar" e afirmou aos jornalistas que não deseja ouvir desculpas como que "estão dirigidos pelos cartéis".

O presidente americano surpreendeu na semana passada ao anunciar que Washington aplicaria as tarifas a partir de 10 de junho, caso o país vizinho não interrompesse o crescente fluxo de migrantes sem documentos que chegam à fronteira, principalmente da Guatemala, Honduras e El Salvador.


Publicidade