Publicidade

Estado de Minas

Tite sobre caso Neymar: "Não me permito julgar"


postado em 03/06/2019 13:21

O técnico Tite afirmou nesta segunda-feira que não irá julgar as acusações de estupro contra Neymar, considerado "imprescindível" para a seleção brasileira que se prepara para disputar a Copa América em casa.

"Eu sei da importância do assunto e sei que ele é pessoal, e tem um tempo para que as pessoas possam julgar os fatos. Eu não vou me permitir julgar", explicou Tite durante coletiva de imprensa no centro de treinamento da CBF em Teresópolis, região serrana do Rio.

"O Neymar é um extraordinário jogador de futebol. Comigo, nas relações particulares, quando converso com o atleta, é muito pessoal. Essa relação é muito transparente. não vou me permitir julgar", reforçou o técnico do Brasil.

"Tecnicamente, ele é imprescindível" para a seleção, afirmou Tite, ao defender a convocação de Neymar, envolvido em mais uma polêmica.

O técnico, porém, explicou seu ponto de vista: "Quando a gente fala imprescindível, isso não quer dizer insubstituível. É imprescindível pela qualidade no grupo. Mas insubstituível ninguém é".

O novo escândalo explodiu no sábado, com a revelação de uma denúncia apresentada por uma mulher na Polícia de São Paulo contra Neymar por estupro.

Segundo a denúncia, a vítima teria estado em Paris entre 15 e 17 de maio a convite do atacante do PSG, que ela acusa de ter sido "agressivo" e de ter praticado "relação sexual contra sua vontade mediante violência".

Em vídeo publicado no sábado à noite no Instagram, Neymar negou todas as acusações, afirmando ter caído em uma "armadilha".

Para se defender, o atacante divulgou as supostas trocas de mensagens amorosas e eróticas com a vítima por WhatsApp, entre os meses de março e maio, incluindo fotos da jovem nua ou de roupa íntima.

a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) informou no domingo que abrirá um inquérito e irá intimar o jogador e periciar seu celular por divulgar fotos íntimas.

Segundo informações desta segunda-feira do site UOL, além da denúncia, a vítima também entregou um "dossiê" com imagens à polícia que serviriam de provas contra Neymar.

Em entrevista nesta segunda-feira à TV Bandeirantes, o pai do jogador, Neymar Sr., afirmou que seu filho percebeu que estava sendo filmado pela jovem durante o encontro amoroso entre os dois no hotel em Paris.

O Brasil disputa a Copa América em casa entre 14 de junho e 7 de julho. Antes, Neymar deverá estar em campo para o amistoso de preparação contra o Catar, nesta quarta-feira em Brasília.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade