Publicidade

Estado de Minas

Trump anuncia tarifas contra México por imigração ilegal


postado em 30/05/2019 21:55

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta quinta-feira a adoção de tarifas progressivas contra o México, a partir de 10 de junho, até que o país vizinho detenha o fluxo de imigrantes ilegais que entram nos Estados Unidos pela fronteira sul.

"Em 10 de junho, os Estados Unidos aplicarão uma tarifa de 5% a todos os bens procedentes do México, até o momento em que os imigrantes ilegais parem de atravessar para nosso país", tuitou Trump.

"As tarifas aumentarão gradualmente até que se resolva o problema da imigração ilegal, quando serão eliminadas".

O México reagiu qualificando a decisão de "algo desastroso", que se for de fato realizado "será gravíssimo".

"Se chegar a acontecer vamos responder de forma enérgica", disse em entrevista coletiva Jesús Seade, vice-chanceler para América do Norte e negociador comercial mexicano.

"O certo seria responder olho por olho, mas isto seria partir para a selvageria (...). Temos que discutir com os Estados Unidos e analisar aqui como vamos responder. Vamos ver do que se trata, ainda não sabemos, não tivemos um primeiro contacto...".

Seade reafirmou que não há qualquer justificativa para impor tarifas ao comércio por uma tema de imigração.

O México tem os Estados Unidos como seu principal parceiro comercial, ao qual destina mais de 80% de suas exportações.

Os dois países compartilham 3.200 km de uma fronteira pela qual passam numerosos imigrantes ilegais, armas e drogas.

Desde outubro passado, o México foi tomado por ondas de emigrantes, a maioria centro-americanos, que tentam chegar aos Estados Unidos fugindo da violência em seus países.

Trump já havia ameaçado o México com o fechamento da fronteira caso o vizinho não detivesse o fluxo de emigrantes ilegais.

Após chegar à presidência do México, em dezembro, o esquerdista López Obrador flexibilizou os controles migratórios, o que multiplicou o fluxo de emigrantes.

Segundo Trump, na véspera foram detidos 1.036 imigrantes ilegais que cruzaram a fronteira no trecho entre Ciudad Juárez e El Paso (Texas), um número recorde.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade