Publicidade

Estado de Minas

EUA detém recorde de 1.036 imigrantes na fronteira com o México


postado em 30/05/2019 20:50

O presidente americano, Donald Trump, disse nesta quinta-feira (30) que agentes da Patrulha de Fronteira detiveram o maior maior grupo de migrantes ilegais, enquanto ele prepara o que chamou de medidas novas e duras para deter as travessias de fronteira.

"Ontem, agentes da Patrulha de Fronteira apreenderam o maior grupo de estrangeiros ilegais já detido: 1.036 pessoas que cruzaram a fronteira ilegalmente em El Paso por volta das 4h00", anunciou Trump em um tuíte, acompanhando sua mensagem com um vídeo de mais de dois minutos que mostra dezenas de silhuetas cruzando uma barreira.

O Escritório de Alfândega e Proteção Fronteiriça (CBP na sigla em inglês) disse em comunicado que o grupo cruzou o Rio Grande no setor de El Paso, Texas, e foi detido "imediatamente".

Todos os integrantes - 934 membros de famílias, 63 menores de idade desacompanhados e 39 adultos solteiros - eram de Guatemala, Honduras e El Salvador.

O CBP informou que grandes grupos foram encontrados previamente nessa área, a última vez na segunda-feira, quando os agentes detiveram 430 pessoas.

Os 1.036 presos nesta quarta-feira se somam aos mais de 530.000 estrangeiros detidos ou encontrados nos postos de entrada na fronteira sudeste desde 1 de outubro de 2018.

"Os democratas devem apoiar a nossa incrível Patrulha Fronteiriça e finalmente acertar os vazios legais de nossa Fronteira!", acrescentou Trump em seu tuíte.

Mais cedo, nas declarações a jornalistas na Casa Branca, Trump acusou a oposição, que controla a Câmara Baixa do Congresso, de bloquear qualquer iniciativa sobre a fronteira e de não apoiar a legislação para pôr fim ao que classificou de "ridícula" política americana sobre solicitantes de asilo.

Trump disse que fará em breve uma declaração sobre a fronteira com o México, descartando o fechamento de postos limítrofes.

"Vamos fazer algo realmente espetacular sobre a fronteira", anunciou.

"Será uma declaração que tem a ver com a fronteira e com o gente que chega ilegalmente à fronteira", acrescentou, classificando o tema de "emergência nacional".

Trump não detalhou o que tem em mente, mas o Washington Post disse que o mandatário avaliava a imposição de novas tarifas comerciais ao México para obrigá-lo a deter o fluxo ao norte de pessoas que fogem da pobreza e da violência no chamado Triângulo Norte centro-americano, integrado por Guatemala, Honduras e El Salvador.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade