Publicidade

Estado de Minas

Escritórios da Porsche na Alemanha são revistados por suspeita de corrupção


postado em 28/05/2019 10:31

A Justiça fez cumprir, nesta terça-feira (28), mandados de busca e apreensão para as instalações da montadora Porsche no âmbito de uma investigação sobre corrupção e malversação - informou a Procuradoria de Stuttgart.

Um funcionário dos serviços encarregados de controlar as empresas é "suspeito de ter dado informações amparadas pelo sigilo comercial" e de ter "aceitado benefícios", explicou a Procuradoria em um comunicado.

Pelo menos 176 policiais e 10 magistrados foram a "vários endereços" em Stuttgart e arredores, incluindo escritórios da Porsche, da administração tributária e um escritório de consultoria tributária.

Além disso, a Justiça suspeita de que um membro do conselho administrativo tenha recebido remunerações "excessivas" e "não justificadas".

Seis pessoas, "incluindo executivos da Porsche", podem ser processadas por quebra de confiança, segundo a Procuradoria.

As buscas de hoje não têm qualquer relação com o escândalo dos motores a diesel da Volkswagen, empresa matriz da Porsche.

No início de maio, a fabricante de carros de luxo concordou em pagar uma multa de 535 milhões de euros na Alemanha no âmbito do "dieselgate".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade