Publicidade

Estado de Minas

Suspeito de explosão em Lyon é preso com os pais


postado em 27/05/2019 10:31

A polícia francesa prendeu um suspeito, bem como seus pais e um amigo, pela explosão na sexta-feira no centro da cidade de Lyon, que deixou 13 feridos, anunciou nesta segunda-feira o ministro do Interior Christophe Castaner.

"Um suspeito acaba de ser preso", escreveu Castaner no Twitter.

Trata-se de um estudante de informática de nacionalidade argelina, de 24 anos de idade, sem antecedentes criminais, segundo informou o prefeito de Lyon Gérard Collomb.

A Procuradoria de Paris, responsável pela investigação de terrorismo, suspeita que ele seja o suposto autor do atentado na última sexta-feira.

Posteriormente, a Procuradoria anunciou a prisão da mãe do suspeito e de um estudante, maior de idade, também de nacionalidade argelina.

Horas depois, anunciou a detenção do pai do suspeito para interrogatório.

A irmã do suspeito também foi interrogada pela polícia, mas liberada, disseram as fontes.

A polícia estava à procura de um homem que foi filmado em uma bicicleta perto do local da explosão, vestindo uma camisa verde de manga comprida e bermuda clara, e carregando uma mochila.

Um artefato explosivo TATP (triperóxido de triacetona), com parafusos ou pregos dentro, foi deixado na frente de uma padaria na esquina de duas ruas de pedestres movimentadas do centro histórico de Lyon (sudeste) na sexta-feira por volta das 17H30 (12H30 de Brasília).

As autoridades francesas, que encontraram traços de um DNA na bolsa contendo o pacote explosivo, investigam o ato como um possível atentado.

Treze pessoas - oito mulheres, uma menina de 10 anos e quatro homens - ficaram feridas e 11 delas tiveram que ser levadas ao hospital.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade