Publicidade

Estado de Minas

Macron denuncia conluio de nacionalistas e estrangeiros contra a Europa


postado em 20/05/2019 19:01

O presidente francês, Emmanuel Macron, afirmou nesta segunda-feira (20) enxergar "pela primeira vez um conluio entre os nacionalistas e os interesses estrangeiros" para desmantelar a Europa, criticando o estrategista Steve Bannon, "próximo do poder americano", e os russos, que "nunca foram tão invasivos".

"Só podemos estar perturbados. Não precisa ser ingênuo. Mas não confundo os Estados e certos indivíduos, mesmo que os grupos de influência americanos ou os oligarcas russos mostrem proximidade com os governos", acrescentou Macron em entrevista à imprensa regional francesa.

Ele também fez um apelo por uma "Convenção de Fundação Europeia" após as eleições europeias desta semana, a fim de "definir a estratégia da Europa pelos cinco próximos anos".

"Quero uma Convenção da Fundação Europeia após as eleições. Que os chefes de Estado e o governo, com o novo Executivo e as autoridades no Parlamento, com os cidadãos, tomem seu tempo para definir a estratégia da Europa pelos cinco anos por vir, incluindo aqui alterações de tratados que eles querem alcançar", afirmou o presidente.


Publicidade