Publicidade

Estado de Minas

Comunicado do Business Wire :ResMed


postado em 19/05/2019 23:31

A ResMed (NYSE: RMD, ASX: RMD) revelou hoje diversos dados demográficos e fatores clínicos que afetam a adesão à terapia PAP (pressão positiva nas vias aéreas) de acordo com um estudo apresentado na Conferência Internacional ATS 2019 da Sociedade Torácica Americana.

O estudo encontrou diferenças significativas na adesão de um ano entre pessoas de idades diferentes e níveis de gravidade da doença:

-- Homens com apneia do sono apresentam uma probabilidade 8,5 pontos percentuais maior de manter a adesão à terapia PAP do que as mulheres.

-- Pessoas acima de 60 anos apresentaram um nível de adesão 7,3 pontos percentuais maior que toda a coorte do estudo (77,7% vs 70,4%).

-- Pessoas com casos autorrelatados de apneia do sono severa apresentaram uma adesão de 78% após um ano em comparação com 70,5% daqueles com casos autorrelatados de apneia do sono moderada e 65,2% daqueles com apneia do sono leve.

"Especialistas em sono, pneumologistas e clínicos gerais devem levar esses resultados em conta e assegurar que seus pacientes mais jovens, do sexo feminino e com sintomas mais leves tenham o apoio adequado para permanecer na terapia", disse Adam Benjafield, um coautor do estudo e vice-presidente de Assuntos médicos da ResMed. "Independentemente do motivo da ocorrência dessas lacunas, que sabemos existir, há a necessidade de se manter em contato próximo com os pacientes nessas populações".

Sobre o estudo

medXcloud, um grupo de influenciadores importantes em termos de assistência médica organizado pela ResMed, conduziu o estudo, que examinou dados não identificados de 1.063.870 usuários de PAP nos EUA obtidos pela maior rede mundial de monitoramento remoto da ResMed, a AirView. Os usuários de PAP também precisavam estar registrados na ferramenta de envolvimento do paciente myAir.

"De um modo geral, vemos taxas de adesão em longo prazo encorajadoramente altas em todos os subgrupos, em comparação com a maioria de outras terapias médicas para enfermidades crônicas", disse Benjafield. "A apneia do sono é uma enfermidade crônica sem cura e portanto, a adesão ao PAP ao longo dos anos é crítico na prevenção de apneias, na manutenção da qualidade do sono e na saúde geral".

Sobre a ResMed

Na ResMed (NYSE: RMD, ASX: RMD), somos pioneiros em soluções inovadoras que tratam e mantêm as pessoas fora do hospital, possibilitando que elas tenham uma vida mais saudável e com mais qualidade. Nossos dispositivos médicos conectados em nuvem transformam o tratamento de pessoas com apneia do sono, doença pulmonar obstrutiva crônica (COPD) e outras enfermidades crônicas. Nossas plataformas abrangentes de software ambulatorial prestam apoio aos profissionais e cuidadores que ajudam as pessoas a se manterem saudáveis em casa ou no ambiente de tratamento de sua preferência. Ao possibilitarmos melhores tratamentos, melhoramos a qualidade de vida, reduzimos os impactos de doenças crônicas e também os gastos de consumidores e sistemas de saúde em mais de 120 países. Para saber mais, visite ResMed.com e siga @ResMed.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Ver a versão original em businesswire.com: https://www.businesswire.com/news/home/20190519005040/pt/

Para a mídia: Jayme Rubenstein +1 858.836.6798 news@resmed.com

Para investidores: Amy Wakeham +1 858.836.5000 investorrelations@resmed.com

© 2019 Business Wire, Inc. Aviso: Este documento não é de autoria da AFP e a AFP não pode se responsabilizar por seu conteúdo. Para esclarecer qualquer dúvida sobre o conteúdo, por favor, contate as pessoas/empresas indicadas neste comunicado de imprensa.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade