Publicidade

Estado de Minas

Canadá quer ratificar novo acordo de livre comércio "a toque de caixa"


postado em 18/05/2019 16:55

O governo do Canadá quer ratificar "a toque de caixa", ou seja, o mais rápido possível, o novo tratado de livre comércio com Estados Unidos e México, informou neste sábado a ministra das Relações Exteriores do país, Chrystia Freeland, um dia após o fim das tarifas americanas sobre o aço e o alumínio.

"Sempre afirmamos claramente que, enquanto fossem aplicadas essas taxas, seria muito difícil avançar numa ratificação" do T-MEC, o novo tratado de livre comércio negociado entre os três países norte-americanos, disse Freeland numa entrevista à rádio pública CBC.

Após a queda deste obstáculo, o governo canadense pretende ratificar o T-MEC "a toque de caixaa", afirmou a ministra.

A responsável pela diplomacia do país não deixou claro quando o acordo será submetido à aprovação no Parlamento, que entra em recesso em junho, antes das eleições legislativas de outubro.

Após uma maratona de 13 meses de negociações, Washington, Ottawa e Cidade do México formularam o T-MEC em 30 de setembro de 2018 e o aprovaram em 30 de novembro.

O texto ainda deve ser aprovado pelos parlamentos dos três países para entrar em vigência.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade