Publicidade

Estado de Minas

Arábia Saudita acusa Irã de estar por trás de ataque huthi contra oleoduto


postado em 16/05/2019 08:03

O vice-ministro da Defesa da Arábia Saudita, Khaled bin Salman, filho do rei saudita, acusou o Irã de estar por trás do ataque com drones dos rebeldes iemenitas contra duas estações de bombeamento de um oleoduto na região de Riad.

"O ataque dos milicianos huthis contra duas estações de bombeamento da Aramco prova que estes milicianos são um simples instrumento que o regime do Irã utiliza para aplicar sua agenda expansionista na região e não para proteger o povo do Iêmen, como afirmam de modo equivocado os huthis", afirmou o príncipe Khaled no Twitter.

Em outro tuite, Khaled afirmou que os "atos terroristas" foram "ordenados pelo regime de Teerã e executados pelos huthis".

O ministro saudita das Relações Exteriores, Adel al-Jubeir, também usou o Twitter para afirmar que os "huthis são uma parte invisível da Guarda Revolucionária do Irã e atuam sob suas ordens", como prova o ataque contra instalações petroleiras sauditas.

Nesta quinta-feira, a coalizão liderada pela Arábia Saudita que atua no Iêmen executou vários bombardeios contra alvos huthis, particularmente em Sanaa, a capital, onde pelo menos seis pessoas morreram.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade