Publicidade

Estado de Minas

Especialista questiona resistência da estrutura da Notre-Dame a tempestades


postado em 25/04/2019 16:07

A resistência da estrutura da Catedral de Notre-Dame contra fortes ventos foi reduzida sensivelmente após o incêndio que atingiu o monumento de Paris há dez dias - informou nesta quinta-feira (25) o professor Paolo Vannucci, especialista em mecânica e estudioso da arquitetura do edifício religioso.

"Foi registrada uma redução de 60% na resistência ao vento. A estrutura sofreu mudanças. Um parte desta estrutura já não existe, o teto desapareceu, assim como parte da abóboda (...)", explicou Vannucci, professor de mecânica na Universidade de Versalhes, perto de Paris.

Em entrevista à revista especializada "Batiactu", o engenheiro afirmou que, antes do incêndio, "a catedral podia suportar ventos com velocidade de até 222 km/hora" e, "agora, essa capacidade caiu para 90 km/hora".

Em 2016, ele foi responsável por um relatório sobre os riscos de incêndio no local.

"A Notre-Dame realmente perdeu sua capacidade de resistência. As abóbodas foram submetidas a altas temperaturas, e as pedras e o acabamento sofreram danos", disse o especialista à AFP.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade