Publicidade

Estado de Minas

Pais que torturaram 13 filhos são condenados à prisão perpétua nos EUA

O juiz Bernard J. Schwartz declarou a sentença de David Turpin, de 57 anos, e Louise Turpin, de 50, durante uma audiência na qual estavam presentes dois de seus filhos biológicos


postado em 19/04/2019 14:43 / atualizado em 19/04/2019 15:20

David Turpin, de 57 anos, e sua esposa, Louise, de 49, mantinham os 13 filhos em cárcere privado e condições sub-humanas (foto: AFP PHOTO / Riverside County Sheriff's Department)
David Turpin, de 57 anos, e sua esposa, Louise, de 49, mantinham os 13 filhos em cárcere privado e condições sub-humanas (foto: AFP PHOTO / Riverside County Sheriff's Department)


Um tribunal da Califórnia, nos Estados Unidos, condenou nesta sexta-feira à prisão perpétua o casal que manteve seus 13 filhos presos dentro de casa e torturou-os durante anos.


Uma página do Facebook sob o nome de David-Louise Turpin traz uma foto de toda a família no que parece ser uma cerimônia de casamento(foto: Reprodução/Facebook )
Uma página do Facebook sob o nome de David-Louise Turpin traz uma foto de toda a família no que parece ser uma cerimônia de casamento (foto: Reprodução/Facebook )

O juiz Bernard J. Schwartz declarou a sentença de David Turpin, de 57 anos, e Louise Turpin, de 50, durante uma audiência na qual estavam presentes dois de seus filhos biológicos, vítimas de abusos e maus-tratos, que leram depoimentos emocionados.

Entenda o caso

 

Em janeiro de 2018, 13 irmãos, com idades entre 29 e 2 anos, eram mantidos acorrentados, famintos e imersos na sujeira na casa de seus pais.

A polícia encontrou o local alertada por uma das vítimas, uma jovem de 17 anos, que conseguiu escapar da casa, nos arredores de Perris, a sudoeste de Los Angeles. A adolescente telefonou para o serviço de emergência 911 de um celular que encontrou na residência.


A jovem, que estava "magérrima" e parecia ter apenas 10 anos, segundo a polícia, "afirmou que seus 12 irmãos e irmãs eram mantidos em cativeiro na casa por seus pais, ressaltando que alguns estavam acorrentados".

 


Publicidade