Publicidade

Estado de Minas

Trump indica ex-assessor de campanha para ser governador do Fed


postado em 22/03/2019 17:31

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira que irá propor Stephen Moore, um dos seus ex-conselheiros durante a campanha presidencial de 2016, como governador do Federal Reserve (Fed).

"Tenho o prazer de anunciar que Stephen Moore, um economista altamente respeitado, será nomeado para o conselho do Fed", tuitou Trump. "Conheço Steve há muito tempo e não tenho dúvidas de que é uma excelente escolha!", acrescentou.

As instâncias de direção do Fed são compostas por 19 membros, incluindo sete governadores do Comitê Monetário, nomeados pelo presidente e confirmados pelo Senado.

Dois cargos de governadores do Comitê Monetário da instituição estão vagos.

Para ser ratificada, a nomeação de Moore deve ser aprovada pelo Senado, um processo que pode levar semanas ou meses.

Moore, de 59 anos, é membro do think tank conservador Heritage Foundation e colabora com o canal de notícias norte-americano CNN.

Ele é conhecido por suas opiniões controversas sobre a política do Fed. No final de 2018, ele se uniu a Trumo nas críticas, denunciando a decisão da instituição de aumentar as taxas de juros.

Além dos sete governadores do Comitê Monetário, essa instância conta com cinco presidentes regionais com direito a voto, que não são designados pela Casa Branca.

Se a nomeação de Moore for confirmada, ficará apenas um governador da gestão anterior, democrata, Lael Brainard.

O presidente do Fed, Jerome Powell, também era um dos governadores nomeados pelo governo do presidente Barack Obama, que dirigiu o país entre janeiro de 2009 e janeiro de 2017. Mas Trump escolheu-o para substituir Janet Yellen à frente do banco central no ano passado.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade