Publicidade

Estado de Minas

Vítimas do incêndio em Londres revoltados com demora nas investigações


postado em 07/03/2019 09:19

Os sobreviventes do incêndio da Torre Grenfell de Londres, que causou a morte de 71 pessoas, expressaram sua revolta nesta quinta-feira depois que a polícia informou que investigação criminal levará ao menos dois anos.

O incêndio, que abalou todo o Reino Unido em 14 de junho de 2017, destruiu o prédio de um conjunto habitacional para pessoas carentes localizado em meio a um bairro luxuoso de Kensington, oeste de Londres. No conjunto, moravam inúmeros imigrantes.

Muitos sobreviventes atribuíram a rápida propagação do fogo aos revestimentos do prédio colocados durante uma reforma.

Antes de entrarem com um processo penal, é preciso esperar até o fim das investigações. O anúncio da polícia de que a investigação poderá durar até o final de 2021 deixou a todos desesperançados.

"Vivemos em um limbo em que não há indivíduos ou organizações que prestem contas e é muito doloroso para todos nós perdemos nossos entes queridos e nossos lares", afirmou Natasha Elcock, moradora que lidera o grupo de vítimas do incêndio Grenfell United.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade