Publicidade

Estado de Minas

Autoridade Palestina rejeitará qualquer ajuda dos EUA


postado em 22/01/2019 16:55

A Autoridade Palestina do presidente Mahmoud Abbas rejeitará, a partir do fim deste mês, as ajudas ainda oferecidas pelo governo americano, para evitar se expor a denúncias por financiamento ao terrorismo nos Estados Unidos, afirmou nesta terça-feira (22) uma membro do governo palestino.

Esta decisão é motivada pela adoção, nos Estados Unidos, do Anti-Terrorism Clarification Act (ATCA) em 2018, que autoriza cidadãos deste país a denunciar por terrorismo governos estrangeiros que se beneficiam da ajuda americana.

Autoridades americanas e israelenses acusam a Autoridade Palestina de fomentar a violência mediante a entrega de dinheiro a pessoas próximas aos perpetradores de ataques.

Autoridades palestinas "enviaram uma carta oficial ao governo americano pedindo para interromper qualquer ajuda à Autoridade Palestina, inclusive a assistência aos serviços de segurança palestinos", disse à AFP Saeb Erekat, número dois da Organização para a Libertação da Palestina (OLP).

Não haverá "nenhum impacto nos trabalhos dos serviços de segurança", garantiu Erekat.

Outro alto funcionário palestino, encarregado da segurança, disse que essa decisão terá consequências. A Autoridade Palestina busca novos fundos, especialmente entre os países europeus, explicou sob condição de anonimato para a AFP.

Algumas empresas norte-americanas que trabalham em serviços de segurança já deixaram os territórios palestinos, disse ele.


Publicidade