Publicidade

Estado de Minas

Um morto e cinco desaparecidos após colisão de aviões militares americanos sobre o Japão


postado em 06/12/2018 15:47

Um marine americano morreu e cinco estão desaparecidos após uma colisão entre dois aviões durante uma operação de reabastecimento sobre a costa do Japão, anunciaram fontes oficiais.

Dos sete militares a bordo dos dois aparelhos, dois foram resgatados. Um sobreviveu e "o outro foi declarado morto pela equipe médica", informou o Exército americano.

"Aviões e navios das Forças Armadas dos Estados Unidos e das Forças de Autodefesa do Japão procuram os desaparecidos. Espero que todos sejam resgatados o mais rápido possível", declarou o ministro da Defesa japonês, Takeshi Iwaya, à imprensa.

Os dois aviões pertencem ao Corpo de Fuzileiros Navais (USMC, Marines) dos Estados Unidos. A colisão aconteceu durante uma operação de reabastecimento em voo, segundo o exército americano.

Os aviões envolvidos foram um caça F-18, com dois membros a bordo, e um avião de abastecimento KC-130, com cinco ocupantes.

A pessoa resgatada estava dentro do caça, segundo o ministro japonês. As Forças de Autodefesa mobilizaram nove aviões e três navios para as operações.

"Agradecemos os esforços das Forças de Autodefesa japonesas, que responderam imediatamente na operação de busca e resgate", destacaram os Marines.

A Guarda Costeira japonesa também participa nas operações de resgate com seis barcos e um avião.

"As operações de busca e resgate dos seis marines restantes seguem em curso", afirmaram fontes militares americanas, que investigam as circunstâncias da colisão.

Os aviões decolaram da base aérea dos Marines em Iwakuni e "realizavam treinamentos programados regularmente quando o acidente aconteceu às 2H00 locais (15H00 de Brasília, quarta-feira), indica o comunicado.

O acidente aconteceu a 100 km da costa do cabo de Muroto, na ilha de Shikoku, sudoeste do Japão.

As Forças Armadas americanas têm quase 50 mil homens no território japonês.

Em novembro, um avião da Marinha americana caiu diante da costa da ilha de Okinawa, no sul do Japão, e seus dois tripulantes foram resgatados vivos.

As forças americanas também tiveram problemas recentemente com seus helicópteros Osprey, que foram obrigados a fazer vários pousos de emergência, sofreram um acidente fatal e quando um pedaço de um dos aparelhos caiu no terreno de uma escola.

Os incidentes aumentaram a tensão entre entre Washington e Tóquio, dois aliados militares, e motivaram protestos contra o uso dos helicópteros Osprey por parte dos moradores de áreas próximas às bases americanas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade