Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

Conte diz que projeção da UE para o PIB da Itália subestima impacto de reformas


postado em 08/11/2018 15:05

O governo italiano insistiu nesta quinta-feira que irá manter o plano de aumentar rapidamente os gastos públicos, à medida que a disputa com a União Europeia quanto ao orçamento para o ano fiscal de 2019 vem se intensificando nos últimos dias. Em resposta à previsão da Comissão Europeia de que a Itália será a economia de crescimento mais lento na zona do euro até 2020, o primeiro-ministro do país, Giuseppe Conte, afirmou que seu governo não tem intenção de revisar seus planos na próxima semana.

"A projeção de crescimento da Comissão Europeia para o próximo ano subestima o impacto positivo da nossa manobra econômica e de nossas reformas estruturais", disse Conte. "Estamos indo adiante com nossas estimativas sobre as finanças públicas, com crescimento que aumentará e dívida e déficit que irão diminuir", apontou.

Em Bruxelas, a preocupação é de que os planos orçamentários da Itália impediriam que a dívida do país recuasse, como prometido. Os mercados financeiros também têm essa visão, com os investidores diminuindo posições em dívida pública italiana. "Não há motivos para questionar a fundação e a sustentabilidade de nossas previsões", afirmou Conte, acrescentando que a Itália espera que a carga da dívida diminua para 126,7% do Produto Interno Bruto (PIB) até 2021. Fonte: Associated Press.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade