Publicidade

Estado de Minas

Turquia critica as sanções americanas contra o Irã


postado em 06/11/2018 11:50

A Turquia criticou nesta terça-feias as sanções americanas contra o Irã, estimando que são medidas "perigosas" que ameaçam o "equilíbrio" do mundo.

"Não achamos que essas sanções sejam boa. Para nós estas sanções buscam transtornar o equilíbrio do mundo", disse o presidente turco Recep Tayyip Erdogan.

"São contrárias ao direito e à diplomacia. Não queremos viver em um mundo imperial", acrescentou Erdogan em um discurso a deputados de seu partido em Ancara.

Nesta terça, em Tóquio, o ministro turco das Relações Exteriores, Mevlut Cavusoglu, também havia criticado a medida.

"Embora tenhamos solicitado uma isenção por parte dos Estados Unidos, também fomos muito sinceros com eles, dizendo que isolar o Irã não é inteligente. Isolar o Irã é perigoso e castigar o povo iraniano não é justo", afirmou em coletiva de imprensa durante uma viagem ao Japão.

"A Turquia é contra as sanções, não acreditamos que as sanções possam dar algum resultado", acrescentou.

"Em vez de sanções, acredito que o diálogo com fundamento e um compromisso são muito mais úteis", defendeu.

Washington implementou dois pacotes de sanções neste ano depois de abandonar o acordo sobre o programa nuclear iraniano, assinado pela República Islâmica e pelas grandes potências.

A última rodada entrou em vigor nesta segunda-feira.

Washington permitiu que oito países, incluindo Turquia e Japão, continuassem importando petróleo iraniano sem que isso lhes trouxesse consequências diplomáticas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade