Publicidade

Estado de Minas

Europeus protestam em Downing Street por direitos no pós-Brexit


postado em 05/11/2018 13:49

Centenas de cidadãos europeus formaram uma cadeia humana nesta segunda-feira (5) em frente aos escritórios da primeira-ministra britânica em Downing Street para exigir que seu status seja garantido no caso de um Brexit sem acordo.

De mãos dadas, os manifestantes se reuniram ao longo de Whitehall, a artéria londrina que atravessa o distrito ministerial e termina na Parliament Square.

Depois, na sede do governo, entregaram uma carta à primeira-ministra Theresa May na qual se declararam "extremamente preocupados" com a falta de resultados nas negociações entre Londres e Bruxelas e exigiram que "promessas políticas fossem respeitadas, qualquer que seja resultado".

"Nós não somos uma moeda, somos 5 milhões de pessoas, e está na hora de sermos tratado como tal", disse o texto assinado pela associação the3Million - que defende os interesses dos europeus no Reino Unido -, a coalizão British in Europe - representando os 2 milhões de britânicos que vivem na União Europeia - e o sindicato britânico Unison.

"A falta de acordo não é uma opção para os cidadãos da UE", disse Nicolas Hatton, co-fundador do 3Million, à AFP. "Nós só queremos ser tratados de forma justa".

A cinco meses da saída do Reino Unido da UE, marcada para 29 de março, a incerteza tornou-se uma preocupação para esses expatriados.

"Eu não faço nenhum projeto para 2019, porque não sabemos onde estaremos", lamentou Vanessa Verlinden, uma belga de 42 anos que mora no Reino Unido há 17.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade