Publicidade

Estado de Minas

Caravana migrante se reagrupa no estado mexicano de Puebla rumo aos EUA


postado em 04/11/2018 16:28

Membros de uma caravana de migrantes, principalmente composta por hondurenhos, se reagruparam neste domingo (4) na cidade mexicana de Puebla, a 120 quilômetros da Cidade do México.

Os dois principais abrigos previstos pela Igreja Católica nessa cidade receberam durante as últimas horas muitos grupos de migrantes.

Os anfitriões celebraram que há dias guardavam provisões, pois Puebla foi incluída na rota dos migrantes praticamente de última hora, depois que o governo do estado vizinho de Veracruz cancelou uma oferta de caminhões para levá-los.

"Estamos suprindo o Estado, não cabe a nós. O ano todo estamos recebendo migrantes e esta caravana nunca nos comunicou", disse à AFP Gustavo Rodríguez, membro da Arquidiocese de Puebla.

Rodríguez afirmou que dias atrás eles ativaram o estoque de provisões para evitar uma surpresa. "Temos seis abrigos prontos, mais dois no município, temos capacidade para 4.000 pessoas", apontou.

O governo de Puebla colocou à disposição unidades de saúde, além de paramédicos da Cruz Vermelha e alguns médicos voluntários se somarão ao atendimento dos doentes.

Os abrigos distribuíram alimentos e bebidas quentes, o que se repetia na manhã deste domingo. Espera-se que o grupo avance na segunda-feira em direção à Cidade do México.

Os cerca de 2.000 migrantes centro-americanos de uma segunda caravana partiram esta manhã do município de Pijijiapan para Arriaga, no estado de Chiapas (sul). Trata-se do último ponto antes de entrar no estado vizinho de Oaxaca.

A Polícia Federal e elementos da Defesa Civil acompanharam o grupo para controlar o tráfego.

O terceiro grupo de migrantes, de maioria salvadorenha, por sua vez, avançou neste domingo do município de Metapa de Domínguez para Tapachula, em Chiapas.

Os contingentes de migrantes costumam se concentrar nas praças centrais de cada município para descansar e passar o dia, e no dia seguinte continuar o seu caminho para o norte do país, a fim de chegar aos Estados Unidos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade