Publicidade

Estado de Minas

Bruxelas desmente acordo sobre serviços financeiros após Brexit


postado em 01/11/2018 12:42

O chefe dos negociadores da União União Europeia (UE) para o Brexit, Michel Barnier, desmentiu nesta quinta-feira que Reino Unido e Bruxelas tenham chegado a um acordo sobre os serviços financeiros, como havia informado o jornal britânico The Times.

"Artigos na imprensa enganosos sobre o Brexit e os serviços financeiros", escreveu Barnier em um tuíte.

"Um lembrete: a UE pode acordar e retirar alguns serviços financeiros de forma autônoma. Como já acontece com outros países terceiros, a UE está disposta a manter um diálogo regulamentar com o Reino Unido com absoluto respeito da autonomia de ambas as partes", garantiu o negociador europeu.

Barnier desmente, assim, a informação do jornal britânico de que "os negociadores britânicos e europeus concluíram um acordo de princípio sobre todos os aspectos de uma futura associação nos serviços e intercâmbio de dados".

"A UE garantirá às empresas britânicas o acesso aos mercados europeus enquanto a regulamentação financeira permanecer alinhada com a da Europa", completou o jornal a respeito do acordo, citando fontes do governo britânico.

Contactadas pela AFP, fontes do Ministério britânico para o Brexit indicaram apenas que "nada é definitivo até que se alcance um acordo sobre tudo" relacionado à saída da UE.

Desde o início das negociações sobre o Brexit, em junho de 2017, os serviços financeiros ocupam parte importante das discussões.

Londres deseja um acordo que permita às empresas britânicas seguir operando na Europa, em particular para proteger a praça financeira da City.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade