Publicidade

Estado de Minas

Fitch reduz perspectiva para classificação do México


postado em 01/11/2018 07:59

A agência Fitch rebaixou, nesta quarta-feira (31), para negativa a perspectiva da classificação do México, dois dias depois de o presidente eleito, Andrés Manuel López Obrador, cancelar um projeto para construir um aeroporto para a Cidade do México.

A firma, uma das três grandes classificadora com Moody's e Standard & Poor's, manteve sua nota do país latino-americano "BBB+".

Fitch detalhou em comunicado que a revisão da perspectiva reflete a piora "no balanço dos riscos o perfil creditício do México enfrenta, associado com o alcance da incerteza e a deterioração das políticas do governo eleito".

A classificadora avaliou que a decisão de cancelar o aeroporto de 13 bilhões de dólares "manda um sinal negativo para os investidores".

Ainda acrescentou que embora espera que sejam mantidas medidas como a disciplina orçamentária e a autonomia do Banco de México (central), existem riscos na postura fiscal do novo governo.

"Por exemplo, o aumento das transferências de programas sociais e pensões podem ser difíceis de acomodar no orçamento", indicou a Fitch.

A perspectiva dada pela agência indica em que direção a classificação de um país pode ir em um período de um a dois anos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade