Publicidade

Estado de Minas

EUA preocupado por ataques da Turquia contra milícia curda na Síria


postado em 01/11/2018 07:59

Os Estados Unidos expressaram sua preocupação nesta quarta-feira (31) pelos ataques da Turquia contra as milícias curdas na Síria, que levaram um grupo de combatentes apoiados por Washington a suspender sua luta contra os extremistas do Estado Islâmico (EI).

"Os ataques unilaterais no noroeste da Síria por parte de quem seja, especialmente se há americanos presentes ou nas proximidades, são uma fonte de grande preocupação para nós", disse o porta-voz do Departamento de Estado, Robert Palladino.

As Forças Democráticas Sírias (FDS) anunciaram nesta quarta-feira uma "suspensão temporária" de sua ofensiva contra o último reduto do EI, pelos bombardeios da Turquia sobre outro front sírio.

Na quarta-feira, um bombardeio turco contra posições curdas em Kobane, no norte da Síria, deixou quatro combatentes mortos, segundo a agência oficial turca Anadolu.

As FDS denunciaram uma "sincronização" entre os bombardeios turcos e os contra-ataques extremistas e advertiram que a suspensão das operações anti-EI no leste poderá ser longa se Ancara continuasse com seus ataques.

Palladino disse que os Estados Unidos estiveram em contato com ambas partes para "enfatizar na necessidade de desescalar a situação".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade