Publicidade

Estado de Minas

Presidente Trump visitará a Colômbia em 2 de dezembro


postado em 30/10/2018 17:17

O presidente americano, Donald Trump, estará na Colômbia em 2 de dezembro, em sua primeira visita oficial a um país latino-americano como chefe de Estado, informou nesta terça-feira (30) o chanceler colombiano, Carlos Holmes Trujillo.

A visita "está definida, é em 2 de dezembro, e estamos no processo de definição da agenda, mas a visita pode ser confirmada", disse o ministro de Relações Exteriores em coletiva de imprensa em Bogotá.

O alto funcionário afirmou que Trump visitará Bogotá antes de participar da cúpula do G20 em Buenos Aires, que será celebrada em 30 de novembro e 1º de dezembro.

Esta será a primeira visita do presidente americano à América Latina, depois do cancelamento de sua participação, em abril, na Cúpula das Américas, em Lima, e uma viagem a Bogotá para abordar a situação síria, segundo Washington.

Na ocasião, a Casa Branca enviou o vice-presidente, Mike Pence, só para a reunião regional.

Colômbia e Estados Unidos tiveram historicamente uma relação próxima, na qual o governo americano outorgou ajudas milionárias para combater o narcotráfico.

A administração americana também fez aportes recentes para a Colômbia fazer frente à onda migratória de venezuelanos que fogem da profunda crise econômica em seu país.

O direitista Iván Duque, que assumiu a Presidência em 7 de agosto, encabeça a pressão diplomática contra o governo de Nicolás Maduro, ao qual considera uma ditadura.

Washington, por sua vez, assegurou que "todas as opções estão sobre a mesa" para solucionar a crise socioeconômica no país petroleiro.

A Colômbia tem reiterado sua oposição a uma intervenção militar na Venezuela, com o qual divide 2.200 km de fronteira.

As relações da Venezuela com os Estados Unidos e a Colômbia são tensas desde o governo do falecido ex-presidente Hugo Chávez (1999-2013). Nenhum tem embaixador em Caracas.

Desde que assumiu o poder, em janeiro de 2017, Trump criticou severamente o aumento de narcocultivos na Colômbia que, segundo a ONU, alcançaram o recorde histórico de 171.000 hectares em 2017.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade