Publicidade

Estado de Minas

Turquia acusa Arábia Saudita de não cooperar no caso do jornalista


postado em 13/10/2018 12:54

O Ministério das Relações Exteriores turco acusou a Arábia Saudita neste sábado de não cooperar nas investigações sobre o desaparecimento do jornalista Khamal Khashoggi, e exigiu que Riad deixe seus investigadores entrarem no consulado saudita de Ancara.

"Ainda não vimos nenhuma cooperação para garantir uma investigação rápida e esclarecer tudo, queremos ver", disse o ministro das Relações Exteriores, Mevlut Cavusoglu, à agência de notícias Anadolu.

Ele enfatizou que Riad deve permitir que "promotores e especialistas entrem no consulado".

Khamal Khashoggi, jornalista crítico ao regime saudita e colaborador do jornal The Washington Post, está desaparecido desde a sua entrada, no dia 2 de outubro, no consulado da Arábia Saudita, em Istambul.

Autoridades turcas afirmam que ele foi morto por agentes sauditas. Riade nega e afirma que o jornalista deixou o prédio, embora não tenham fornecido provas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade