Publicidade

Estado de Minas

Google lança alto-falante conectado com tela, mas sem câmera


postado em 09/10/2018 16:00

A Google lançou nesta terça-feira (9) uma nova versão do seu alto-falante conectado, com uma tela touch projetada para agir como uma central para dispositivos inteligentes no lar, mas sem uma câmera devido a razões de privacidade.

O Google Home Hub, que competirá com o Echo Show da Amazon como um alto-falante com inteligência artificial, foi apresentado em um evento para a imprensa em Nova York, no qual o gigante tecnológico também anunciou o Pixel 3, uma nova versão do seu smartphone, e um tablet chamado Pixel Slate.

O novo alto-falante, que será vendido por 149 dólares, opera com o assistente digital inteligente da Google e foi projetado para "conhecer o estado da casa toda" mediante a conexão com outros dispositivos inteligentes, declarou o vice-presidente de gestão de produtos da Google, Diya Jolly.

Segundo explicou, com sua tela de sete polegadas, o Home Hub permitirá aos usuários ter acesso a um "painel de controle" que pode ser usado para comandar qualquer dispositivo ou aplicativo conectado à Internet.

"Pode diminuir a temperatura no quarto e aumentar o volume da música na sala de estar" por meio desta tela, disse Jolly.

Mas diferentemente do Echo Show e de um novo dispositivo de conversa apresentado pelo Facebook, chamado Portal, o Home Hub não terá câmera, acrescentou Jolly.

"De forma consciente não colocamos uma câmera no Hub para que ele possa ser usado em espaços privados, como o quarto", explicou.

A Google também apresentou seus novos smartphones Pixel 3 e Pixel 3 XL, com atualizações como as telas de margem à margem que oferecem mais espaço de visualização sem aumentar o tamanho dos dispositivos.

O Pixel 3, de 5,5 polegadas, será vendido a 799 dólares, e o Pixel 3 XL de 6,3 polegadas, a partir de 899 dólares.

Enquanto isso, o novo tablet da Google, Pixel Slate, foi lançado nesta terça-feira "com a potência e a produtividade de um computador de mesa", segundo o vice-presidente sênior da empresa, Rick Osterloh.

Osterloh assinalou que os novos dispositivos foram projetados para aproveitar os progressos em inteligência artificial da Google. "Os grandes avanços ocorrem com a interseção de inteligência artificial, software e hardware, trabalhando juntos", disse.

"Este enfoque é o que faz com que a experiência de hardware da Google seja tão única".

A Google parece estar alcançando a Amazon na disputa de alto-falantes conectados. Segundo uma pesquisa, o Google Mini foi o alto-falante mais vendido no segundo trimestre de 2018.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade