Publicidade

Estado de Minas

Tribunal absolve ex-ginecologista por prescrição no caso dos "bebês roubados" no franquismo


postado em 08/10/2018 06:36

Apesar de considerá-lo responsável pelos crimes, um tribunal de Madri absolveu nesta segunda-feira o ex-ginecologista Eduardo Vela pela prescrição dos atos imputados, no primeiro processo celebrado pelo caso dos "bebês roubados" durante o franquismo.

O tribunal informou em um comunicado que absolveu Eduardo Vela, 85 anos, acusado de entregar de modo irregular para adoção uma recém-nascida (agora com 49 anos) a uma mulher estéril, "dos delitos de detenção ilegal, suposição de parto e falsidade em documento oficial (...) por considerar que os atos estão prescritos".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade