Publicidade

Estado de Minas

Haddad promete 'um Brasil profundamente democrático' e agradece a Lula


postado em 07/10/2018 22:12

Segundo colocado neste domingo (7) no primeiro turno das eleições presidenciais, Fernando Haddad (PT) prometeu um país "profundamente democrático" se vencer no segundo turno e agradeceu a liderança de seu padrinho político, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"Queremos unir os democráticos deste país. Queremos um projeto amplo para esse país, que busque de forma incansável a justiça social", disse Haddad, de 55 anos, que tinha 28,9% dos votos válidos contra 46,3% de seu rival, o capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro, do Partido Social Liberal (PSL, extrema direita), após apuradas 98,56% das urnas.


Publicidade