Publicidade

Estado de Minas

Icônica marca Henri Bendel fecha as portas após 123 anos


postado em 14/09/2018 20:00

A marca de acessórios femininos Henri Bendel, fundada há 123 anos, fechará suas 23 lojas e seu site em janeiro, incluindo seu icônico negócio de famosas vitrines localizado na Quinta Avenida, em Nova York.

A marca lendária que vende bolsas, jóias, velas e outros acessórios, sinônimo de elegância durante mais de um século, foi o personagem favorito de Carrie Bradshaw em "Sex and the City".

A L Brands, dona da marcas Henri Bendel desde 1985 e da Victoria's Secret, Pink, Bath & Body Works e La Senza, e com mais de 3.000 lojas em vários países, anunciou em comunicado que quer se concentrar em marcas que dão mais lucro.

"Estamos comprometidos em melhorar o desempenho dos negócios e aumentar o valor para os acionistas", afirmou Leslie Wexner, presidente da L Brands.

A decisão de fechar a Henri Bendel após a alta temporada de vendas de Natal visa "melhorar os lucros da empresa e concentrar-se em marcas maiores que tenham maior potencial de crescimento".

"Essa decisão é a certa para o crescimento correto de nossa empresa, mas não é fácil pelo impacto em nossa família L Brands".

A marca foi fundada pelo estilista e empresário da Louisiana Henri Willis Bendel, que abriu sua primeira loja no bairro de Greenwich Village em 1895.

Dizia que foi a primeira marca de luxo a ser instalada na Quinta Avenida, a alguns passos do Central Park.

"Torne-se uma menina Bendel", sempre foi o slogan da marca, também conhecida por sua sacola de papel com listras brancas e marrons.

Os rendimentos da Henri Bendel em 2018 será de cerca de 85 milhões de dólares, segundo estimativas da L Brands, enquanto a perda operacional será de cerca de 45 milhões.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade