Publicidade

Estado de Minas

Washington adverte Irã sobre seu papel no Iraque


postado em 11/09/2018 19:30

A Casa Branca advertiu nesta terça-feira o Irã de que será responsabilizado por qualquer ação violenta cometida por milícias apoiadas pela República Islâmica no Iraque ou por afetar cidadãos ou interesses americanos naquele país.

"Nestes últimos dias assistimos a perigosos ataques no Iraque, em particular contra o consulado dos Estados Unidos em Basra e contra o complexo que abriga a embaixada americana em Bagdá", assinalou o governo de Donald Trump.

"O Irã nada fez para deter estes ataques conduzidos" por aqueles que Teerã "apoia com fundos, treinamento e armas".

Três disparos de morteiro caíram nesta sexta-feira na Zona Verde de Bagdá, uma área de segurança onde está situada a embaixada americana e outras representações diplomáticas.

Este atentado, cujos autores não foram identificados, não deixou vítimas ou danos materiais, segundo Bagdá.

"Os Estados Unidos responsabilizarão o regime de Teerã por qualquer ataque que atinja equipamentos ou prédios do governo americano", prosseguiu a Casa Branca.

Washington "responderá de maneira rápida e decisiva para defender as vidas americanas".

Desde a chegada de Donald Trump ao poder, em janeiro de 2017, Teerã está na mira de Washington, que o acusa de desestabilizar o Oriente Médio.

Em maio, Trump anunciou a saída dos EUA do acordo nuclear firmado em 2015 entre o Irã e as grandes potências.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade