Publicidade

Estado de Minas

Polícia britânica teme confrontos, se não houver acordo sobre Brexit


postado em 09/09/2018 10:30

A Polícia britânica se prepara para eventuais distúrbios no Reino Unido, se o país deixar a União Europeia sem um acordo em março de 2019 - aponta um documento confidencial publicado neste domingo (9) pelo jornal "The Sunday Times".

Segundo o documento, a Polícia teme uma escassez de alimentos e de bens, incluindo medicamentos, o que poderia provocar "uma desordem civil que leve a distúrbios generalizados".

Esses confrontos poderiam durar "três meses" antes e depois da conclusão do Brexit, prevista para acontecer em 29 de março de 2019, às 20h (horário de Brasília).

O texto foi redigido pelo Centro de coordenação da Polícia Nacional, encarregada de coordenar as forças policiais para eventos de grande envergadura, ou em crise nacional.

Adverte ainda sobre uma alta da criminalidade, em particular roubos e assaltos a mão armada, e destaca que "a necessidade de solicitar ajuda das Forças Armadas é uma verdadeira possibilidade".

Entrevistado pela rede BBC, o ministro britânico do Interior, Sajid Javid, disse não esperar uma falta de acordo com Bruxelas.

"Mas temos de nos preparar para todas as eventualidades", frisou.

Londres e Bruxelas devem alcançar um acordo antes da cúpula europeia de 18 e 19 de outubro para poder organizar o divórcio. As negociações não avançam, porém, despertando o temor de que não se chegue a um acordo.

A UE já deixou o caminho aberto para estender o diálogo até meados de novembro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade