Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

CEO do Twitter mantém a calma durante depoimentos no Congresso dos EUA


postado em 05/09/2018 22:07

O presidente-executivo do Twitter, Jack Dorsey, manteve a calma mesmo ao enfrentar horas de depoimento de membros do Congresso dos Estados Unidos nesta quarta-feira sobre questões amplas, indo desde discursos de ódio a manipulação eleitoral. O depoimento começou às 10h30 (de Brasília), no Comitê de Inteligência do Senado americano e, às 14h30, houve um depoimento de Dorsey no Comitê de Energia e Comércio da Câmara dos Representantes.

Dorsey tuitou sua declaração de abertura e respondeu a perguntas em um tom baixo e comedido. Ele repetidamente se recusou a aceitar a isca oferecida por legisladores e mostrou seriedade ao responder perguntas dos congressistas. Quando pressionado pelo senador republicano Tom Cotton (Arkansas) sobre a lealdade do Twitter para com os EUA, Dorsey contestou. "Não tenho certeza do que você quer dizer", disse.

"Você é uma empresa americana?", questionou Cotton. "Somos uma empresa americana. Eu prefiro que continuemos a ajudar em todos os lugares para servir", respondeu Dorsey à questão sobre se ele preferia ver os EUA como a superpotência global dominante do mundo. O executivo destacou a importância de aderir aos termos de serviço do Twitter, protegendo os usuários de vigilância 24 horas por dia nos sete dias da semana e, eventualmente, ajudando agências de inteligência quando for dada uma "ordem legal apropriada". Fonte: Associated Press.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade