Publicidade

Estado de Minas

Secretário de Estado dos EUA visita Paquistão para 'virar a página'


postado em 05/09/2018 14:00

A visita do secretário de Estado americano, Mike Pompeo, nesta quarta-feira (5), ao Paquistão parece devolver o sorriso a ambos os países, cujas relações diplomáticas são muito conflituosas há meses, com a guerra no Afeganistão como contexto.

Pompeo, que havia dito que esperava "virar a página" das acaloradas relações com o Paquistão durante essa visita de poucas horas, se mostrou cordial depois de se reunir com seu homólogo, o ministro das Relações Exteriores, Shah Mehmod Qureshi.

"Estou muito contente", afirmou o secretário de Estado ao novo chefe de governo do Paquistão, Imran Khan, sobre o encontro com seu ministro. Qureshi, por sua vez, mencionou "uma excelente reunião".

Quando foi questionado sobre a sua capacidade de renovar os laços com os Estados Unidos, o primeiro-ministro, que havia dedicado duras palavras a Washington quando ainda estava na oposição, se autoqualificou como um "otimista nato".

"Um atleta sempre é otimista", disse o ex-campeão de críquete, que acaba de assumir o poder de seu país. "Volta ao terreno e espera poder ganhar", ilustrou.

Pompeo se mostrou "muito satisfeito" após o encontro, cujo objetivo era diminuir as tensões entre os dois países dos últimos meses, que não são algo novo, mas que se agravaram.

"Conversamos sobre o seu novo governo, assim como da oportunidade de recomeçar as relações entre os nossos países (...) sobre o trabalho que enfrentamos para alcançar uma solução pacífica (para o conflito) no Afeganistão", acrescentou Pompeo no aeroporto militar de Rawalpindi, uma guarnição perto de Islamabad, de onde devia voar para a Índia.

Além disso, "acredito que as fundações que forjamos hoje levarão a resultados positivos", continuou.

Pompeo pousou pouco antes das 13h00 locais (05h00 de Brasília) no aeroporto militar de Rawalpini, próximo à capital Islamabad, indicaram jornalistas presentes no local.

O secretário de Estado havia sido recebido pelo general Joseph Dunford, chefe do Estado-Maior do Exército americano, assim como por representantes do Ministério paquistanês das Relações Exteriores.

Trata-se da primeira visita de Pompeo ao país desde que ele foi nomeado secretário de Estado. Washington considera o Paquistão um ator importante na guerra contra os talibãs que começou há 17 anos no vizinho Afeganistão, onde a situação se agrava dia após dia.

Estados Unidos e Afeganistão, dois países aliados, acusam o Paquistão de apoiar os grupos armados talibãs e seus aliados da rede Haqqani oferecendo abrigo em seu território, algo que Islamabad nega.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade