Publicidade

Estado de Minas

Trudeau não aceita Nafta sem mecanismo de solução de controvérsias


postado em 04/09/2018 19:30

O primeiro-ministro Justin Trudeau afirmou que o Canadá vai se manter firme e não assinará um novo Acordo de Livre-Comércio da América do Norte (Nafta, na sigla em inglês) sem o mecanismo de resolução de controvérsias previsto no Capítulo 19 deste tratado.

"Dissemos desde o princípio que precisamos de um mecanismo de solução de controvérsias como o Capítulo 19 e nos manteremos firmes no tema", disse Trudeau, um dia antes de seus representantes retomarem negociações com os Estados Unidos sobre a nova versão do Nafta, também integrado pelo México.

"Nós não vamos assinar um acordo que é ruim para os canadenses, e, francamente, não ter o Capítulo 19 para garantir que as regras serão cumpridas seria ruim".

Ele explicou que o mecanismo ajuda a garantir que "todos joguem limpo" no Nafta 2.0.

O Canadá já recorreu a esse mecanismo com sucesso para controvérsias sobre tarifas americanas sobre a madeira canadense e outros setores-chave.

Sem um sistema deste tipo, o Canadá precisaria buscar reparação em tribunais americanos para disputas comerciais.

Trudeau também insistiu que considera crucial a proteção do mercado canadense audiovisual e cultural.

"É inconcebível para os canadenses que um meio americano possa comprar um meio canadenses, quer seja um jornal, uma emissora ou um grupo de televisão", garantiu.

O primeiro-ministro canadense garantiu que a equipe de negociadores liderada pela ministra de Relações Exteriores Chrystia Freeland voltará na quarta-feira a negociadores que espera que sejam construtivas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade