Publicidade

Estado de Minas

MP de São Paulo denuncia Haddad por corrupção e lavagem de dinheiro


postado em 04/09/2018 19:12

O Ministério Público de São Paulo denunciou na noite de segunda-feira Fernando Haddad, companheiro de chapa e possível substituto do ex-presidente Lula nas eleições de outubro, por corrupção e lavagem de dinheiro quando era prefeito da capital paulista.

Segundo a denúncia, Haddad recebeu em 2012 o total de "2,6 milhões de reais em suborno da UTC Engenharia S.A. para pagar dívida contraída durante a campanha eleitoral" que o levou à prefeitura de São Paulo, em troca de favorecer a empresa em sua administração.

Haddad, acusado na semana passada no mesmo caso de improbidade administrativa e enriquecimento ilícito, nega os crimes e afirma que as denúncias são baseadas unicamente em depoimentos de um executivo da UTC, "que conta suas histórias de acordo com seus interesses".

"Surpreende que no período eleitoral, uma narrativa do empresário Ricardo Pessoa, da UTC, sem qualquer prova fundamente três ações propostas pelo Ministério Público de São Paulo contra o ex-prefeito e candidato à vice-presidente da República", declarou a assessoria de Haddad em comunicado.

A justiça eleitoral invalidou na sexta-feira a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e exigiu do Partido dos Trabalhadores que aponte um substituto para a cabeça da chapa petista até o dia 11 de setembro.

Lula, de 72 anos, que lidera as pesquisas, cumpre desde abril em Curitiba pena de mais de 12 anos de prisão, também por corrupção e lavagem de dinheiro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade